27 julho 2008

Voltando a sentir saudade?

- Ficamos de nos ver no dia seguinte, não? Já passam quase dois meses...
- É eu sei, desculpe. Mas no dia seguinte eu resolvi procurá-lo mais uma vez...
- Hmm. E então?
- Não deu em nada. Mandei uma mensagem, depois liguei e nada.
- E por que não voltou aqui?
- Eu não sabia o que dizer. Estava chateada, ele não quis me atender, não quis retornar e eu continuava lá a pensar nele.
- Então por que voltou agora?
- Após exatamente um mês nós nos falamos.
- Quem ligou pra quem?
- Eu de novo, claro! Chegaram algumas informações e fiquei preocupada com ele.
- Então, você ligou?
- Não. Mandei mais uma mensagem. Já lhe disse sou melhor com palavras escritas... Mandei mais uma mensagem, mas com um pouco de apelação dizendo que achava que ele não queria falar comigo, mas que pelo menos me dissesse se ele estava bem.
- Aí ele ligou?
- No dia seguinte, fiquei desesperada, tinha ensaiado mil textos, e quando tentei dizer um “A” ele desengatou a primeira e não parou.. Ai! O senhor não imagina como foi bom falar com ele, eu esqueci todo o meu texto, não tinha mais palavras.
- Então vocês estão juntos?
- Que nada.
- Então o que houve?
- Bem naquele dia nos falamos duas vezes. Depois nos falamos na quinta da mesma semana, que foi o mais impressionante. Mandei uma mensagem só por mandar, tinha certeza absoluta que ele não iria ligar, mas ele ligou. Conversamos mais um pouco e fiquei muito feliz. Desde então não nos falamos mais, faz duas semanas, porém estou incrivelmente bem.
- Oras, temos um progresso aqui então?
- Acho que sim. Desde nossa última consulta pensei muito sobre tudo aquilo, dias após conversei muito com um amigo, e me fiz mil questionamentos. Não tinha como sentir saudade dele sem ter sido bom. Parei pra lembrar vários “momentos” em que estávamos juntos, e não era ruim. Talvez não fosse o que eu esperava, mas não era ruim. Comecei a perceber que não tínhamos tempo, nem local adequado pra ficarmos sem problemas (pressa). Por pouco tempo que possa parecer, do ano passado pra cá mudei bastante, em vários sentidos. Não teria mais receio de certas coisas que talvez tivesse tido, nem mais tanto pudor.
- E que conclusão você tirou disso tudo?
- Não tirei bem conclusões, mas acho que entendi vários pontos de interrogações. Não posso mudar o espaço de tempo que existe entre nós dois, porém, acho que agora talvez me enquadrasse melhor no espaço que ele se encontra. E entendi outra coisa também! Ele espera o meu espaço de tempo. Não que ele seja bonzinho, mas ainda lhe resta um pingo de juízo. Porém as coisas são diferentes agora. Mas ele não tem como adivinhar, mas também não tenho como lhe mostrar.
- E o que você vai fazer?
- Tenho pensado muito nisso também. Estava disposta a correr atrás dele descaradamente. Mas... estou muito mais tranqüila que antes. Sei lá o porquê. Mas acho que ele vai me enrolar até o meu espaço de tempo se enquadrar ao dele, se essa for realmente a desculpa dele, ou se ele usa isso como uma desculpa. Só que daqui pra lá, talvez eu esteja com alguém, ou não queira mais nada. Por hora não sei o que vou fazer, mas sei que estou muito bem! Será que o senhor poderia fazer as perguntas de novo?
- Você quer que eu as faça?
- Sim. Quero responder agora que estou com a cabeça no “lugar”!
- Então vamos lá. -O beijo era bom?
- Quando não tínhamos preocupações extras, sim!.
- O amasso era bom?
- A mesma coisa. Sem preocupações tudo era bom... Entende o que quero dizer, agora ? O momento nunca nos era propício... E quando foi.. Tenho raiva de mim até hoje. Mas deixemos isso pra lá...
- Oras, você sabe que os detalhes fazem a diferença aqui!
- Hmm.. como explicar, se ele tivesse me dado mais segurança e se eu tivesse mais segurança em mim, o dia teria sido melhor...
- Ok! O papo era bom ?
- Quando ele queria conversar.. (risos)
- A sinceridade ?
- As vezes parecia sincero. Das últimas vezes ele pareceu mais sincero, apesar que as desculpa continuam a mesma.. (cara de besta...)
- Da sua parte ?
- Tentei ser muito mais. Tentei dizer o que queria, do jeito que queria.
- O cheiro ?
- Sempre perfeito. Espero que o vidrinho roxo que ele não sabe o nome, mas eu sei, continue o mesmo.
- O jeito de tratar ?
- Do jeito que ele acha que deve tratar. (risos)
- E o hoje do que sente falta?
- De vê-lo com a freqüência que via... tenho quase certeza que as coisas hoje seriam bem mais diferentes. Mas continua sentindo falta do cheiro, das frases, do francês.. dos passeios que não demos.
- E ainda sente culpa?
. Não. Como diz a minha senhora, tudo tem seu tempo. A menina dos cachos exóticos do ano passado, não é a mesma menina dos cachos exóticos e do sorriso sem metal de agora.
- E então?
- Espero lhe dizer quando voltar aqui.
-Então, até. Essa menina, essa mulher, essa senhora...




•Primeira parte da consulta, aqui: " Por que sentir saudade?"

8 comentários:

B. disse...

Nossa... que profundo...
puxa, sem palavras

B.

Jéssica Alves disse...

hahahah

Tb adorei o que o cara falou, só o coment dele poderia ser o meu post!
*-*

Assista ao filme, eu nem conhecia a Piaf, só através da Cássia Eller e uma música só...

beijos moça, bom domingo!!

O Som e o Sentido disse...

- Hmm.. como explicar, se ele tivesse me dado mais segurança e se eu tivesse mais segurança em mim, o dia teria sido melhor...


apenas um dos trechos.
mas o texto resume parte de mim nesses belos e duvidosos dias (:

Zaka disse...

Poxa, obrigado!!!
Que bom que aprovou e concordou com o que foi escrito, isso é um bem comum a todos eu acho, todo mundo passa por isso. É um saco gigante!
Mas vamo levando né não?!
Um dia esses "pré-conceitos" mudam, ou melhor ainda, somem. ^^
Agora, tu que escreveu mesmo?
Isso é o que, o ensaio de um futuro livro?!
Tá de parabéns, muito bom mesmo, ainda não li a primeira parte, irei ler, mas acheio muito bom essa!

=]

L� disse...

Otemoooo
Futuro livro é?
So good, pode fazer q eu leio sim tudinho. =P

Kisses

Rhayssa Lima disse...

Qdo li a primeira a parte... pensei num livro q tem aki em casa: "Diário de uma adolescente!"

E aí... vai juntar todos os textos para compor um livro, ne?!
Ja pensou no título?
;)

• Kika • disse...

acho que não vou juntar.
escreverei tudo de novo...
mas com começo, meio e fim.

;]

quando eu escrever aviso a vocês!! o/

Milton Raulino disse...

Poxa... Tô realmente surpreendido. Ficou muito lindo esse diálogo, esse reencontro. Parabéns Kika!!

Pages