21 março 2011

E nos corações saudades e cinzas foi o que restou


Já se passaram duas semanas e eu ainda consigo escutar os risos, ouço as canções, enxergo as luzes e cores do carnaval. Olho em minhas mãos e a marca da queimadura do cigarro é a prova de que tudo aconteceu. Mesmo o tudo, na verdade, sendo nada. Fico querendo arrancar a pele da bolha, mas ela está ali do mesmo jeito que os dois últimos dias do carnaval ainda estão em mim.

Acredite, eu sei que não foi nada. Eu sei que no último dia eu estava com álcool demais nas veias, porém consigo lembrar tudo que fiz, e sei que, desta vez, eu não estraguei nada. Enquanto as pessoas moldam os sentimentos e as coisas que sentem, eu só consigo sentir. E não tenho vergonha do que sinto; apenas tenho medo de perder o que consegui com tanto custo.

No dia anterior, embaixo da chuva fui segurada em um abraço que poderia ter sido infinito. Nossas mãos enlaçadas por alguns minutos devido ao tráfego exagerado de pessoas, bastante comum no carnaval, a segurança no aperto das mãos, a tristeza da linha de chegada.

Os outros três dias poderiam ter sido assim, eu estaria com mais cenas, cores e músicas impregnadas na alma, mas não fazia mal, valeria tudo a pena. Como disse recentemente a um amigo, a diferença do sentido dos sentimentos à medida que a idade vai passando não é a ausência dos fantasmas, por que eles saem das tortuosas sombras, de forma diferente, e voltam sempre; mas, com os dias a mais os fantasmas não fazem mais medo, eles te fazem companhia. E o fantasma desse carnaval vai me acompanhar pra sempre. Ainda bem. E assim espero.


"Quem me dera viver pra ver
E brincar outros carnavais
Com a beleza dos velhos carnavais
Que marchas tão lindas
E o povo cantando seu canto de paz."


6 comentários:

Luci disse...

Tava pensando que você não ia mais escrever... eu sempre passo por aqui pra ver se tem algo novo =)
Amei o post, saudades dos nossos carnavais.

Érica Neves disse...

*.*

Linda!

Aline$ disse...

"E não tenho vergonha do que sinto; apenas tenho medo de perder o que consegui com tanto custo."

Concordo, Kikinha. E é por isso temos que pesar muito bem essas escolhas. :)


Um beijo!!!

Érica Neves disse...

Nééé..

Tatá disse...

Veja, o que tu escreveste me tocou tão a fundo que coloquei duas frases deste texto no meu twitter, dando os devidos créditos, é claro.
Adorei cada palavra.. soou como música pra mim.
Tens um lindo talento. XD
Beeeeijo


@taataah__

Raissa D'Assunção disse...

agora enteeendoo!!! hahahahaha... Belo texto!!! Coisinha linda, e sentimental!!! ♥

Pages