02 abril 2009

No mesmo banco.

Saíndo um pouco da minha cortina de alegria, e sendo assombrada pelas minhas torturosas sombras. Acho que deveríamos ter um pouco mais de controle sobre nosso inconciente. Ô coisinha "sem graça".


Fui a faculdade fazer nada, e depois fui na casa de vó, e depois ia voltar para faculdade, mas me perguntaram "vai voltar pra fazer o quê?", fiquei sem resposta e depois descobri que queria voltar pra esbarrar com minha sombra.. =S Mas não quero encontra com ele, mas quero encontrar com ele. =/ É patético... Não preciso vê-lo mas, me dá uma angustia pensar que não "preciso" vê-lo...

Affffffff!





Talvez se só ele estivesse sentado no banco...

2 comentários:

Rhayssa Lima disse...

Infelizmente, não temos controle com o inconsciente. Tio Mário que o diga e que me diga!
Mas a gente pode tentar trabalhar! As coisas podem ser mais fáceis. Menos complicadas e tal...

Terça-feira qdo vc disse a mim q estava no banco no final da rua do Lazer...
Ia te perguntar pq vc estava lá...
Mas preferi não fazer a pergunta. Vc sabia (a gente sempre sabe) pq faz as coisas.

Érica Neves disse...

só tinha aquele banco pra sentar.. =/

Pages