18 janeiro 2009

Leãozinho.

Dormi hoje apenas 4 horas, tem gente que pode achar suficiente, mas pra mim não é mesmo. Estou super cansada, mas fiquei com uma vontade danada de escrever sobre um amigo leãozinho.

Por que "Hoje eu me lembrei de tudo que aconteceu/Do primeiro beijo entre você e eu...". Na verdade nem sei o que escrever, mas queria escrever só porque lembrei dele. Lembrei do meu aniversário, da nossa tarde agradável. Nesse dia finalemente pude finalizar minha tese sobre ele, e mandar todas os comentários alheios que eu havia ouvido para as cucuias. Hoje me peguei contando do homem incrível que ele é. Perfeito não é, de jeito algum, afinal ninguém é, porém, EN-CAN-TA-DOR. Tenho certeza que muita gente que o conhece descorda, mas talvez tive a sorte dele me mostrar o seu melhor lado.
Ah! Fiquei com saudade. De tudo, mas, mais daquela tarde.

"...Eu não sei Se ele sabe o que fez Quando fez o meu peito Cantar outra vez Quando ele jura Não sei por que Deus ele jura Que tem coração e quando o meu coração Se inflama... Ele faz cinema Ele faz cinema Ele é demais Talvez nem me queira bem Porém faz um bem que ninguém Me faz..."


Nem sei em que os 7 meses e aquela tarde modificaram na vida dele, que importância teve, mas, pra mim foram suficientes para atráves da minha história não esquecer jamais.
Nos falamos depois, quase saímos novamente, mas acho que viramos amigos. hê!




Saudade nêgo. ;)

2 comentários:

Rhayssa Lima disse...

Ele deve ser incrível sim. Tem uma história de vida e tanto! =D
E, realmente, o que importa? Que bom que a senhora aprendeu isso.

"Valeu a pena?
Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena"

Érica Neves disse...

Drª Vera gosta das minhas teorias! Ela me acha prática, não foi bem isso que ela disse, eu não lembro ao certo o que foi, mas serve! ;)

Pages